Skip to content Skip to footer

Na 6ª aula sobre o Sermão do Monte estudamos as passagens contidas no evangelho segundo Mateus, capítulo 6, versículos de 1 a 18, tratando acerca do relacionamento do cristão com Deus. 

Abordamos três áreas centrais: a questão da doação ou caridade, a questão da oração e a questão do jejum, colocados diante do Senhor de forma sincera ou diante dos homens em busca de visibilidade.

Neste duro e ao mesmo tempo reconfortante capítulo, Cristo no convida a refletir: não é que absolutamente não possamos fazer uma obra de caridade e publicá-la enquanto ministério nas redes sociais, nem fazermos orações públicas ou deixarmos de jejuar enquanto desafio posto, como fizemos recentemente enquanto igreja. Precisamos estar atentos aos princípios que Cristo nos ensina. Qual a intenção do nosso coração ao praticarmos os nossos atos de justiça?

A nossa intenção decorre de um profundo e sincero relacionamento com o Deus que nos vê e está conosco em todo o tempo? Ou decorre do nosso relacionamento com os homens, necessidades e vaidades desse mundo? Quais são as nossas sinagogas e praças hoje em dia? O que falam as nossas redes sociais sobre nós mesmos? Quais são os “outros” que tentamos agradar? Ou usamos nossos atos de justiça para agradarmos a nós mesmos?

Finalmente, não podemos esperar que a intenção do nosso coração surja pela nossa própria capacidade ou merecimento. Um relacionamento íntimo e constante com o Pai nos mostrará como proceder, o Espírito Santo nos guiará pela Sua boa, perfeita e agradável vontade, pois somente a Ele precisamos agradar.